sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Momentos de Mim


Desconhecida

Sem começo nem fim,
sou o avesso de mim.
Longe, olhar sem brilho .



Segredos

Metáforas finais
encarceradas nas torrentes do tempo.
Confissões rolam na poesia.



Estágios

Quedo-me silenciosa...
Impregnada de luar,
transponho a matéria...



Imprudência

Parceiro das mesmas ilusões
driblo senões.
Entrego-me às seduções.



Momentos sem Igual

Palavras mágicas
transpostas em poesia.
Fantasia solta ao vento.


Sopros

Ouvem-se suspiros...
Vento melancólico
perpassa pelas folhas mortas.


Mardilê Friedrich Fabre

Imagens: Google.

4 comentários:

CCF disse...

Tantas viagens, lindas imagens! Tão belos momentos,
Construídos por você.
Parabéns!
CCF

Jorge Sader Filho disse...

Poetrix. Mardilê é especialista neles, e mostra a causa da competência.
Sabe exatamente sintetizar um pequeno poema, que traduz uma verdade. Aprendi o poetrix com a mestra.

Carinho,
Jorge

Regina Lyra disse...

Querida amiga Poeta Mardilê,
Belos momentos poéticos.
Beijos,
Regina

mayrah1304 disse...

Querida poeta, encantada com seu blog, belíssimos poemas, te felicito, bjs MIL.