sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Não esmoreço

Minha vida é uma estrada,
Ao logo da qual verti
A inquietude do desejo de acertar.
Palmilho cada trecho,
Entregando-me por inteiro.
Mesmo com passos vagarosos, trôpega,
Uma estranha força interior me conduz.
sentei à margem,
À sombra de uma árvore amiga...
Um caminhante percebeu-me e, gentil,
Convidou-me para prosseguir.
Quando as forças me abandonaram,
Levou-me em seus braços.
Nos trechos brumosos,
Nos quais se tornava difícil enxergar,
O encantamento exalava
A doçura das flores nascidas a esmo,
E eu deslizava com a facilidade de um querubim
Para adiante encontrar um obstáculo,
Ante o qual parava para pensar
Se seria prudente continuar
Ou finalmente desistir.
Entretanto, colhia o entusiasmo
De quem me esperava
Ou daqueles que me acompanhavam,
Então, de cabeça ereta, arremessava-me,
Às vezes, sem muita direção,
Impelida por obstinada
De que, no meu caminho,
Nãolugar para o desânimo.


Mardilê Friedrich Fabre

7 comentários:

Anônimo disse...

Como sempre, um lindo e tocante poema que fala direto ao coração...

Jorge Sader Filho disse...

Só posso desejar que o desânimo jamais queira atravessar seu caminho. Deu uma lição, Mardilê.
Abraço,
Jorge

Anônimo disse...

Como sempre, um lindo e tocante poema que fala direto ao coração...

Anônimo disse...

E continua assim, não desista nunca, os amigos adoram ler teus poemas!!!Bj saudade,Gisa

CCF disse...

A batalha pela vida, pela sobrevivência de cada ser, é uma constante. Feliz é aquele que pode beber na fonte da experiência que cada caminho tomado nos oferece. E mais humano se torna, aproximando-se do divino, quando reparte sua experiência que servirá para amainar a estrada de outro.
Parabéns Mardilê pela lição de vida que o seu texto carregado de emoção e reflexão, nos proporciona.
CCF

Carlos Rímolo disse...

Querida amiga Mardilê !!!

Tem um selinho em meu Blog. te esperando.
Se ainda não pegou, pegue. É uma cortesia
Do Blog. de “Poesias do Poeta Cigano”.
Sinto-me honrado em tê-la como amiga e
Seguidora.
Beijos de luz !!!

POETA CIGANO – 12/11/2012
http://carlosrimolo.blogspot.com

Vera M. Hoffmann disse...

Mardilê querida, adoro teus poemas. Mas... este falou direto a minha alma. Serviu como se fosse feito por encomenda! Tantas agruras no caminho, porém sempre alguém ou algo a me impulsionar a seguir em frente sem jamais perder a fé, a esperança e a alegria de viver.Bjs