sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulher



Lança ternura sobre um mundo
Que a açoita, a maltrata e a persegue.
Responde com zelo profundo
À violência à que é entregue.

É perspicaz e companheira,
Empunha a bandeira da esperança
Onde encontra cegueira.
Não foge. Toma liderança.

Vai adiante. É guerreira e forte.
Luta. Enfrenta os desafios,
Tenta de sul a norte.
Sábia, preenche seus vazios.

Sua beleza é natural,
Vem das virtudes que cultiva.
Liberta do martírio o igual,
Está sempre alerta. É ativa.

Deus a criou perfeita obra-prima
Com sentimento e poesia.
Seu rosto sossegado anima
A sombria melancolia.

É deusa. Tem-lhe inveja a lua,
Cantam-na músicos e vates.
Seu bem-querer se perpetua,
Vence todos os embates.



Mardilê Friedrich Fabre

Imagem: Google

5 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

"É deusa. Tem-lhe inveja a lua,
Cantam-na músicos e vates."
Comungo com a opinião de Mardilê e fico solidário na homenagem que se faz à mulher.

Meu abraço.
Jorge

Anônimo disse...

Li, apreciei o poema generalizante, beatificando todas as mulheres com as sensíveis palavras. Postei um comentário, mas foi muito complicado te enviar, preso por senha, etc. e desisti (do recado).
Abraço por esse dia merecido!
Lóla

Anônimo disse...

Servi-me deste seu poema para homenagear as minhas amigas com quem troco msg via internet.

Obrigada por mais este presente.

Meu especial abraço a vc, pela passagem do “Dia Internacional da Mulher”.

Bjinhos. Irany

Ineifran varão disse...

Elogiar a mulher é cultivar o jardim das mais belas flores. Parabéns pelo belo blog, poeta. Voltarei mais vezes. Abraços

Rita Lavoyer disse...

Olá, Mardilê! Mandei-lhe 2 e-mails sobre o Maior Poema , da Cia dos blogueiros. Estamos aguardando a sua produção. Sirvo-me deste espaço, de repente, os meus e-mails podem não ter chegado até você. Após ler este comentário, exclua-o, por favor.
Se não recebeu os meus e-mails entre em contato comigo
ritalavoyer@hotmail.com

obrigada