sábado, 5 de novembro de 2016

Pedras preciosas



Atingi um estágio
No qual não almejo mais
A ilusão de uma jornada sem lágrimas.
Não importa quantas vezes
As sombras do passado me visitem
E me recordem caminhos interrompidos
Pelos delírios dos insucessos.
Percorri uma trilha estreita,
E o acesso dificultava-me
A chegada ao objetivo traçado.
Desde cedo, aprendi
Que podia desistir...
Não foram poucas as vezes
Que a solitude e a incompreensão
Me fizeram companhia.
Prefiro, entretanto, focar
Na satisfação de atos praticados.
Ainda hoje a recompensa
Ecoa em vozes longínquas envoltas em névoas.
Incontáveis dons despertei
Com palavras convenientes
E momentos espontâneos de emoção.
Foram peças valiosas
Que ajudei a lapidar.
No presente têm luz própria
Aprimoram outras preciosidades.

Mardilê Friedrich Fabre

Imagem:cristão.tumblr.com

10 comentários:

Celso Ferruda disse...

Sem comentários. ..lindo demais...Você é uma pedra preciosa...mas um elemento que lapidou muitas também. .Obrigado pela partilha

Celso Ferruda disse...

Sem comentários. ..lindo demais...Você é uma pedra preciosa...mas um elemento que lapidou muitas também. .Obrigado pela partilha

Anônimo disse...

Belíssimo. Amei. Ilda Maria Costa Brasil

Anônimo disse...

Amém. Renata Tietzmann

Anônimo disse...

Simplesmente lindo Maria Da Graça Dias

Anônimo disse...

Amei...Lindo, Mardilê!

Anônimo disse...

Amei... Lindo, Mardilê!

Zulma

Marcia Coelho disse...

Lindo..

Jorge Sader Filho disse...

Um caminho longo com pedras e flores...
Abraço, amiga Mardilê.

Anônimo disse...

Oi, Mardilê querida.
Obrigada por dividir conosco a sua companhia e as suas emoções. Elas são, para nós, mt importantes.
Bjinhos.
Irany