sábado, 20 de janeiro de 2018

Segredos iluminados



Minh´alma estala em luzes.

São segredos encerrados
Que a Via Láctea ilumina.

E destrói este vazio
Do nada imenso e nostálgico.

Vitória das nossas manhãs
Acordadas entre sorrisos
Dos prazeres do paraíso.

Emoções sem jogos nem máscaras,
Confissões que renovam a vida,
Sem ressentimentos nem mágoas.

A dimensão perde o lugar.
O tempo estático só nosso
Dura o infinito da lembrança.


Mardilê Friedrich Fabre

Imagem: Pinterest

Teoria para aprender este tipo de composição literária:

http://comocriarpoemas.blogspot.com.br/2014/11/escala.html


3 comentários:

Anônimo disse...

Nossa alma fala muito forte em nosso intimo. Por vezes temos que nos sujeitar ao cotidiano e deixar o sonho dormir mais um pouco. Quem sabe um dia também amanheça sorrindo. Celso Ferruda

Celso Ferruda disse...

Nossa alma fala muito forte em nosso intimo. Por vezes temos que nos sujeitar ao cotidiano e deixar o sonho dormir mais um pouco. Quem sabe um dia também amanheça sorrindo. Bom dia!

Anônimo disse...

Como eu amei a beleza do amor descoberto, exposto, assim, abertamente, sem pudores, sem falsos escrúpulos. Irany Viaut