sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Poetrix




No rumo da noite 

Some a poesia
na ponta da estrela.
Brilho eterno.



Poesia

Palavras de seda
jorram
carícias em mim.



Cabelos Prateados

Pelas frinchas do tempo,
imagens de antigo amor.
Cunhada no rosto, a saudade



Polifonia

Reverberam tons e nuances.
Lua atraída por solos
baila no palco da noite.


Fuga

Outra vez cabelos pretos.
Rosto sem rugas,
um reinício possível?



Mosaico

Na tela da vida,
escoa o tempo.
Pedaços de memórias.





Mardilê Friedrich Fabre

Imagens: Google

4 comentários:

Marcia disse...

Professora -sempre serás a minha professora- adoro ler o que escreves, é tudo tão fluido. Gosto mesmo.. beijos

Arquiteto de Almas disse...

Cá estive e li teus poetrix, fico feliz por absorver teus escritos...
Abraço
CeGaToSi

Elisa T. Campos disse...

Mardilê
Encantei-me com as suas postagens.
Um poetrix melhor que outro.
Posso escolher um para compartilhar no meu espaço http://pintandohaikai.blogspot.com?

bjs

Jorge Sader Filho disse...

Os poetrix de Mardilê são flechadas certeiras que nunca erram o alvo, basta conferir.

Abraço,
Jorge