sábado, 3 de setembro de 2016

Do espelho


Teoria dessa composição literária, encontra-se neste link:
http://comocriarpoemas.blogspot.com.br/2015/06/oitava-intercalada.html

4 comentários:

Celso Ferruda disse...

Por isso que digo:quem quer se ver realmente só olhar-se no espelho. Este revela ate seu avesso...Se tiver olhos para ver

Jorge Sader Filho disse...

Muito bem colocadas as figuras deste poema, Mardilê. Sem fantasia, a realidade dá lugar ao imaginário.
Abraços.

Anônimo disse...

Maravilhoso. Parabéns. Ilda Maria Costa Brasil

Anônimo disse...

Mardilê, querida.
Li, reli e deixei-me levar por este belo poema. Amei-o.
Até amanhã e bjs.
Irany